Automação Residencial com Z-Wave

Como alguns de vocês sabem, estive pesquisando nos últimos meses sobre automação residencial para implantar em uma nova casa que estou construindo. A princípio, acreditei que esta seria uma área com grande difusão de conhecimento e bastante amadurecida tanto no que diz respeito às tecnologias envolvidas (hardware, padrões, protocolos, etc) quanto na parte comercial e de implantação por empresas especializadas, mas a realidade se mostrou um tanto quanto diferente do que eu esperava: Diversos padrões espalhados através de diversos produtos de diversas empresas diferentes e a pouca informação disponível “on-the-line” fazem com que a escolha do sistema ideal para a sua necessidade seja uma tarefa árdua, até para quem é da área de tecnologia (ou melhor, principalmente para quem é da área de tecnologia).

Por conta desses desafios, decidi escrever um pouco sobre a minha experiência, o meu ponto de vista e os resultados dos meus testes até aqui (que estão sendo realizados na casa atual até que a nova casa esteja pronta para receber o sistema). Também vou tentar explicar aqui algumas características técnicas de cada produto que podem fazer diferença na hora da escolha do sistema a ser dotado.

Introdução

Todos os sistemas de automação residencial modernos contam com conexões sem fio (wireless) para a comunicação entre os dispositivos envolvidos, isto é: os interruptores, dimmers, controladores dos motores de cortinas e persianas, sensores de movimento, sensores de portas e janelas e até as fechaduras das portas comunicam-se entre si através de uma rede wireless. À primeira vista, idealmente, a rede wireless pela qual esses dispositivos se comunicam deveria ser a mesma rede wireless que quase todos possuímos em casa hoje, a chamada WiFi (padrão IEEE 802.11), pois isso faria com que a rede fosse única, livre de interferências de outras redes e nos livraria de adquirir mais equipamentos (roteadores, repetidores de sinal, etc). No entanto, quando paramos para analisar, esse padrão de rede wireless não é o ideal para um sistema de automação residencial por vários motivos: a banda de transferência de dados é muito maior do que a necessária, consumindo uma energia muito maior do que a necessária e exigindo baterias (para dispositivos que não são ligados à rede elétrica) muito maiores do que as necessárias. Além disso, a topologia deste tipo de rede, onde os clientes se comunicam através de um ponto de acesso comum, não é a ideal para dispositivos que possuem uma necessidade de baixo consumo de energia e uma provável grande distância com diversos obstáculos (paredes, portas, lajes, etc) entre si. Redes de automação geralmente trabalham no modo mesh (malha de conexões) onde um dispositivo pode ser acessado através de outros dispositivos.

Padrões de Rede

Hoje existem vários padrões de rede wireless que foram criados para atender às necessidades específicas das redes de automação residencial e industrial. As duas principais e mais difundidas são: Z-Wave e ZigBee. Elas funcionam de uma forma muito parecida, variando o consumo de energia, o alcance e a topologia física da rede wireless. Também vale destacar uma tecnologia antiga, mas amplamente difundida e adotada, chamada X10. Esta tecnologia utiliza a própria fiação elétrica para transmitir os comandos para cada dispositivo. Existem diversos artigos destacando as diferenças e os pontos positivos e negativos sobre cada uma dessas tecnologias pela internet afora (como esse), portanto, não vou reproduzir este conteúdo aqui. No entanto, quero destacar aqui alguns atributos importantes de cada um desses três padrões:

  • X10: Foi um dos primeiros (se não o primeiro) padrão de rede voltado à automação residencial/industrial. Ainda encontra-se alguns dispositivos compatíveis com X10 nas grandes lojas de construção americanas (Home Depot, Lowe’s, etc) e no eBay ou no Amazon.
  • Z-Wave: Parece ser o padrão mais difundido no momento. É relativamente fácil encontrar dispositivos compatíveis com Z-Wave tanto no eBay ou no Amazon quanto nas grandes lojas americanas. Existem diversos produtos “genéricos” compatíveis com Z-Wave da Jasco/GE e de outros fabricantes. Possui uma grande gama de opções e até mesmo lojas especializadas (destaque para www.zwaveproducts.com e www.smarthome.com).
  • ZigBee: é um padrão mais novo, mas tem sofrido com falta de compatibilidade entre seus dispositivos e, consequentemente, falta de adoção. Foi a minha primeira escolha até descobrir as suas limitações. Os fabricantes que utilizam ZigBee sempre utilizam um protocolo próprio na camada superior, matando a compatibilidade com dispositivos de outros fabricantes.

O Controller

Independentemente do padrão de rede wireless, todo sistema de automação residencial precisa de um controlador principal, que é o “cérebro” do sistema de automação, ainda que este dispositivo esteja disfarçado no corpo de um controle remoto inteligente ou algo do gênero. Esse componente geralmente é chamado de controller e, normalmente, é o componente mais caro do sistema. Esse controller é responsável não só por rodar o sistema operacional da automação, onde são controlados scripts, cenas, gatilhos e agendamentos de funções, mas também de fazer a ponte entre a rede wireless da automação e a sua rede wireless de computadores e internet, além do polling dos dispositivos da rede de automação, isto é: varrer todos os dispositivos perguntando qual é o seu status atual para atualização em todos dos dispositivos de controle (se alguém acendeu manualmente o interruptor de luz do corredor, este interruptor deve aparecer como “aceso” em todos os controles remotos, tablets, smartphones e computadores espalhados pela casa). Também é de responsabilidade do controller fazer o roteamento de comandos para os demais dispositivos da rede (ex: para chegar ao interruptor do quarto a melhor rota é enviar o comando passando pelo interruptor do corredor e pelo dimmer do banheiro).

A Necessidade

A minha necessidade é a seguinte: preciso de um sistema de automação residencial com um controller que controle alguns dimmers, interruptores, sensores, fechaduras, cortinas, persianas e tomadas, além de se conectar com as minhas câmeras IP (que eu já possuo) e que eu possa controlá-lo através do computador, do celular ou do tablet, estando na rede local ou na internet, mas que a interface seja funcional, simples e bonita, mas sem perder a flexibilidade. Além disso, gostaria de poder estendê-lo com novos dispositivos, quando eu quiser, da forma que eu quiser e sem pagar uma taxa mensal ou anual para a utilização do sistema (algo comum em automação residencial por conta do armazenamento de dados (logs, imagens e vídeos) na nuvem, além do envio de mensagens de alerta SMS). Eu também gostaria que eu mesmo pudesse fazer a instalação do sistema. Cereja do bolo: como gosto de desenvolver software, seria extremamente interessante se esse sistema me permitisse programá-lo ou estendê-lo através de scripts ou plugins da forma que eu bem entendesse. Na verdade, se o controller fosse um servidorzinho rodando algum sabor do Linux, seria o ideal. Ah, e é claro: não pode ser muito caro. J

Para incentivar a leitura do restante do texto, já posso adiantar que consegui atingir todos esses objetivos, sem exceções.

O Problema

Pois bem, uma vez que conhecemos os padrões de rede wireless disponíveis e identificamos aquele que atende perfeitamente às nossas necessidades, basta pesquisar na internet e escolher os produtos (controller, interruptores, dimmers, sensores, etc) que o utilizam, correto? Não tão depressa. A maioria das empresas que trabalham com automação residencial, tanto lá fora quanto aqui no Brasil, não disponibilizam informações detalhadas sobre os seus produtos na internet, muito menos o padrão de rede wireless que eles utilizam. Essas empresas trabalham da seguinte forma: você vai até uma loja deles e explica a sua necessidade. Então eles te propõem um projeto utilizando os produtos que eles têm disponíveis e você então compra o pacote proposto ou não. É isso. Não tem essa de comprar os componentes separados no eBay ou no Amazon e montar o seu próprio sistema de automação. Além disso, mesmo que fosse possível comprar esses componentes, provavelmente eles não conversariam entre si. Isto porque cada empresa faz o seu protocolo próprio em cima do padrão de rede wireless, fazendo com que os disposivitos de uma marca X só conversem com os dispositivos também da marca X.

As Opções

Existem dezenas de empresas que possuem dezenas de produtos para automação (geralmente baseados em Z-Wave, ZigBee, X10 ou outro padrão proprietário), mas as empresas/soluções que mais me interessaram foram as seguintes:

  • Control4: É o combo empresa/produto mais famoso do momento. Funciona muito bem e é ótimo, segundo o relato de um amigo que possui este sistema. Parece ser a opção mais profissional disponível no mercado. Comercialmente, funciona da maneira clássica explicada acima: você vai a uma loja e explica a sua necessidade, eles te propõem uma solução e fazem a instalação. Você pode sair com o pacote pré-configurado da loja, mas o esquema é um tanto engessado para a aquisição, adição e configuração de novos dispositivos. O padrão de rede wireless utilizado é um sabor proprietário do ZigBee. A taxa anual para manutenção do sistema é de, aproximadamente, US$ 99.00/ano. O preço dos dispositivos, comparado aos demais que eu pesquisei, também são um pouco salgados (por volta de US$ 100.00 cada interruptor).
  • Insteon: Possui pacotes de automação com uma tecnologia própria (desenvolvida por uma empresa chamada SmartLabs) de comunicação entre os dispositivos que mistura um padrão de rede wireless próprio com a rede elétrica da casa. Obviamente, não é compatível nem com dispositivos ZigBee nem com Z-Wave. As características que mais me atraíram foi o fato de venderem os controllers e os disposivitos separadamente, deixando que você mesmo faça a instalação e a adição de novos dispositivos, e a não cobrança de taxa mensal ou anual. Não sei, no entanto, como é a integração do sistema com a nuvem. Os dispositivos também são relativamente caros, mas tenho visto bastante disponibilidade no mercado.
  • Lutron: A Lutron possui vários pacotes de automação para você comprar e instalar na sua residência, desde pacotes simples (AuroRa) até os mais completos (HomeWorks QS). As soluções da Lutron utilizam Z-Wave e X10 para comunicar com os seus dispositivos. A solução que mais tinha me interessado foi um pacote chamado RadioRA 2, mas o preço um pouco elevado e a dificuldade de se encontrar dispositivos (incluindo os próprios pacotes) para compra on-line me desanimaram um pouco. Até mesmo para comprar os pacotes pré-configurados você precisa entrar naquele modelo clássico de ir à loja e apresentar a sua necessidade. Não há taxa de manutenção.
  • Nexia: Solução de automação da Schlage. Utiliza Z-Wave como padrão de rede wireless, mas implementa um código proprietário para só aceitar dispositivos da marca Nexia. Ainda possui pouca gama de disposivitos comparado às outras soluções, mas já tem umas fechaduras com maçanetas bem interessantes. Taxa de US$ 9.90/mês.
  • Iris: Solução da Lowe’s de automação residencial. O design dos produtos é bonito e as tecnologias utilizadas são Z-Wave e ZigBee, dependendo do dispositivo. Também possui um código proprietário e uma taxa anual de US$ 9.90/mês.
  • micasaverde: Esta foi a minha opção e, portanto, eu tenho mais detalhes a dar. A micasaverde também possui pacotes de automação que são vendidos separadamente. É possível encontrar os pacotes, os controllers e os dispositivos muito facilmente no eBay ou na Amazon. As soluções são baseadas em Z-Wave (com suporte a dispositivos Insteon e X10) e possuem duas opções de controllers: Vera3 e VeraLite. A diferença entre eles é muito simples: O Vera3, além de controller, também funciona como um roteador wireless. O VeraLite, no próprio site, está anunciado por US$ 179.95. A feature que mais me atraiu nesta solução foi a sua promessa de compatibilidade com todos os dispositivos Z-Wave, incluindo aqueles da concorrência (Nexia e Lutron), além de compatibilidade com Insteon e X10. Esta capacidade é possível devido à solução ser baseada em uma plataforma aberta chamada MiOS, que é uma pequena variante do Linux/OpenWRT. Isto significa que qualquer dimmer Z-Wave, incluindo dimmers que são facilmente encontrados no eBay por US$40.00, funcionam perfeitamente (eu tenho 2). Além disso, ela é extensível através de plugins escritos em Luup (Lua UPnP) e já possui diversos Apps que você pode instalar no seu controller para adicionar as mais diversas funcionalidades. Também existem diversas opções de Apps para celulares e tablets, tanto para iOS quanto para Android, como o App oficial da micasaverde e o AutHomation, que também é muito bom (existem mais uns 10 no Google Play que eu ainda não testei). Não há taxa de manutenção e a sua integração com a nuvem é ótima. A notificação por SMS funciona no Brasil, mas é limitada a 2 mensagens por dia. Eu ainda não pesquisei para saber se é possível comprar mais mensagens, mas a documentação aconselha a enviar SMS via e-mail disponibilizado gratuitamente por todas as operadoras norte-americanas no estilo: <numero>@verizon.com. Também não pesquisei ainda para saber se existe um <numero>@vivo.com.br, ou algo parecido. A integração com as minhas câmeras IP (marcas Foscam, Apexis e genérica do DealExtreme) funcionou perfeitamente e já consigo ver vídeo em streaming a partir do celular ou do browser, da internet ou da rede local, tudo gerenciado automaticamente e perfeitamente bem (não preciso informar ao browser ou ao App se estou na rede local ou na internet).

Screenshots

Seguem alguns screenshots para deixar mais claro as possibilidades. Este ainda é um ambiente de testes sem tudo configurado direito, então o trabalho de imaginar como tudo ficaria bem configurado fica como exercício mental (vou tentar atualizar as fotos futuramente).

Dashboard inicial:

Montando uma nova cena (algumas câmeras minhas realmente estão off-line):

Instalando novos Apps:

Meus alertas (armazenados na nuvem):

Configurando o modo de compatibilidade com Insteon e X10:

Adicionando novos dispositivos:

Opções de configuração de uma câmera IP:

Interface do AutHomation (Android):

Interface do Vera (App Oficial):


Extra – NVR

Uma coisa que a minha esposa queria e que nenhum controller parece fazer é a função de DVR (gravar e armazenar o vídeo das câmeras). Mas, como se tratam de câmeras IP, descobri que a terminologia correta é NVR (Network Video Recorder). Para este fim eu sugiro a compra do Mini NVR da Zmodo, que conecta em até 4 câmeras IP e possui 2GB de espaço para armazenamento dos vídeos.

Advertisements

37 Comments

  1. O VeraLite funciona com Zegbee e Z-Wave ao mesmo tempo, se não, como faço ?
    At
    Augusto

    1. Olá Augusto! Não, o Vera Control funciona somente com Z-Wave, Insteon e X10. Não encontrei no mercado um controller que fosse compatível com ZigBee e Z-Wave, até porque, conforme explicado no post, os protocolos da camada de aplicação ZigBee são proprietários. Abraços!

  2. Porque tenho uma fechadura Yale YDR 220 -619, e veio com o módulo Zegbee estou querendo automatizar o resto da casa com produtos da GE!

  3. Achei interessantíssimo seu post, Estou construindo uma casa fica pronta em um ano a gostaria d e automatizar, tv, portas, cortinas, luzes, portao, etc. Voce acha que o veralite esta de acordo com issoW

  4. Vinícios,

    Gostaria de saber se você conhece a distribuição Linux MCE acredito que ela atenda melhor a suas necessidades.

    Outra coisa, como está o sistema? Está feliz com ele atualmente?

    Onde acha que posso comprar z-wave diretamente aqui no Brasil?

    Muito Obrigado

    1. Olá Henrique! Sim, cheguei a pesquisar o Linux MCE e outras soluções de automação Open Source. A que me interessou mais foi o OSA (Open Source Automation) que, por ser escrito em uma linguagem que eu possuo um certo domínio (C#.Net) e rodar em Windows (SO principal do meu servidor de casa), me pareceu bastante atrativo. Não cheguei a testar nenhuma destas soluções mas acredito que qualquer uma delas, com um pouco mais de trabalho, me atenderia sim. O que o Vera Control me proporcionou foi um atalho para conseguir deixar tudo funcionando do jeito que eu queria por um preço razoável e com suporte profissional. Estou feliz com o sistema atual sim. Não encontrei até hoje nenhum lugar no Brasil que venda produtos compatíveis com Z-Wave. Talvez você encontre no mercado livre e outros lugares do gênero. Abraços!

  5. Boa noite, estou interessado em fazer automação na minha casa, vc poderia me passar quais os dispositivos q vc uso e foi compativel com o VERALITE?

    1. Olá Gustavo! O meu setup atual é: Controlador Vera3 da micasaverde (que agora se chama Vera Control), Dimmers, Interruptores e Extensores Auxiliares da marca GE/Jasco (números 45612, 45609 e 45610), controles remotos da Remotec (Z-URC 500 US) (esses controles remotos também são controllers, mas eu uso como controllers escravos do controller principal Vera3), controles remotos da GE (45600), câmeras IP da Foscam, Apexis e IPCC (ONVIF). Estou aguardando a casa ficar pronta para expandir o setup com controladores de persianas e sensores de porta/janela e movimento. Abraços!

  6. Muito Obrigado pelas informações.

    Outra solução simpĺes seria o agocontrol.

    Eu utilizo linux então não poderia usar esse OSA.

    Você não se preocupou com as frequencias utilizadas pelo z-wave não ne?
    Aqui no Brasil a frequencia é difererente dos outros paises. Obrigado.

    Pelo que vi a frequencia é essa:
    Brazil ANATEL Resolution 506 921.4 MHz

    Fonte: http://www.sigmadesigns.com/zwave_frequency_coverage.php

    Mas ainda vou verificar com a anatel!

    Muito Obrigado.

    1. Olá Henrique! Sim, você tem razão: não me preocupei com as frequências utilizadas, estou utilizando a frequência americana (908,4MHz) e todos os meus dispositivos são americanos. Obrigado por chamar a atenção para este importante ponto.

      Lendo a referida resolução da Anatel, encontrei que as bandas de 902-907,5MHz e 915-928MHz estão liberadas para o uso de 1W/20dB. Nada é falado sobre o intervalo no qual se encontra a banda americana. No entanto, como trata-se de uma PAN com um consumo de energia mínimo e pequena área de cobertura funcionando no modo ponto-a-ponto (a força do sinal deve chegar fácil nos -100dBm a poucos metros), acredito que o risco de interferência de se utilizar essa banda seja mínimo, até porque é uma banda que, pela resolução, não é utilizada no Brasil.

      Abraços!

      1. Uma observação: caso você também parta para a solução de utilizar a frequência americana (o que eu recomendaria visto que você não deve encontrar muitos dispositivos compatíveis com a frequência brasileira/australiana/neo-zeolandesa), você pode implementar a sua solução com o Linux MCE utilizando um dongle Z-Wave da Aeon Labs facilmente encontrado na Amazon e no e-Bay. Eu até iria compra-lo para testar o OSA, mas ainda não tive tempo de levar esse projeto adiante:
        http://www.amazon.com/gp/product/B003MWQ30E/ref=ox_sc_sfl_title_5?ie=UTF8&psc=1&smid=A1XO9WGZO0A93O

      2. Eu tenho um Z-stick desses, tenho tambem um dimmer/interuptor.

        Ambos testados com o linux mce 10/04 e 12/04

        Estou olhando agora o agocontrol, tambem funcionou esse stick nele.

        O agocontrol é bom pois pode rodar em um raspberry pi!

        Deixando o “controlador” bem barato.

      3. Vinicius, Estou comentando isso, pois penso em fazer um produto comercial utilizando produtos z-wave. Portanto não poderia utilizar uma frequencia que a anatel não tenha liberado.

        Acredito que frequencia americana esteja outra reslução:
        http://legislacao.anatel.gov.br/resolucoes/2006/89-resolucao-454

        Eu ainda não consegui ter certeza das frequencias quem podem ser utilizadas e etc.
        Mas pretendo descobrir em breve.

        Obrigado

      4. Henrique, entendi. Eu também já pensei em criar algo comercial, mas a dificuldade de encontrar dispositivos compatíveis me fez voltar atrás. Tenho pesquisado bastante no último ano a respeito de automação e tenho planos de integrar até mesmo as caixas de som Bluetooth/Wi-Fi (DLNA) que estou colocando no teto de gesso dos banheiros no esquema de automação. Também tenho alguns pequenos projetos em Arduino/Netduino já integrados com o meu controller. Tenho até mesmo módulos ZigBee/XBee que usei para fazer testes, relês, sensores de temperatura da água, etc. Vamos manter contato, gostaria muito de saber se você está conseguindo progredir com a ideia.
        Abraços!

      5. Realmente a dificuldade em arrumar dispositivos é grande!

        Pode deixar, tentarei continuar em contato. Você deve ter acesso ao meu email pessoal. Se quiser trocar email qualquer dia me avise.

        Estou em uma pequena empresa e estamos tentando montar esse produto!

        Obrigado

      6. Henrique, encontrei um dispositivo Z-Wave configurável para trabalhar na frequência brasileira:
        http://www.ebay.com/itm/Wireless-module-with-wires-Arduino-compatible-Z-wave-frequency-/140772604858?pt=LH_DefaultDomain_0&hash=item20c6b37bba
        Manual:
        http://www.elechouse.com/elechouse/images/product/Zwave%20module/Arduino%20Zwave%20Wireless%20Module%20Guid.pdf
        No manual diz ser possível configurar a frequência de trabalho. Algum trabalho de desenvolvimento teria de ser feito para usar esse dispositivo em conjunto com o Raspberry Pi ou outro hardware similar, mas acredito que seja uma alternativa bastante interessante, pois o produto poderia ser 100% compatível com as normas brasileiras mas, ao mesmo tempo, sendo configurável no produto, não estaria restrito a essa frequência. Abraços.

      7. Vinicius, eu entrei em contato com a z-wave brasil e eles disseram que trabalham com a frequência americana e a brasileira. Talvez a frequência americana possa ser usada aqui!

      8. Somente usar não deve ter problema, pois a potência deve ser bem baixa. Deve ter problema vender esses produtos, isso que eu quero ver!

      9. Boa noite Vinincius e parabens pelo trabalho: deixe me ver se entendi: se todo o equipamento for americano(mesma frequencia), eu nao teria problemas em instalar aqui no Brasil? Penso em automatizar muitas coisas e usar o “mi casa verde”, veralite, juntamente com material da GE e Aeon para os switches antigos de iluminacao, ja que eles tem o aeron labs micro smart dimmer que pode ser anexado e tambem podem ser 110 ou 220. Entendi correto? se tudo for da mesma frequencia, nao ha problema de comunicacao entre eles?

        E para que usaria o dongle Z-Wave da Aeon Labs? Vc poderia me auxiliar e explicar um pouco mais?

        Obrigado

  7. Boa noite moçada!! Tenho um VeraLite, mas até agora não consegui se quer realizar uma programação. Tenho uma traca Yale e um Swichi on/off, como programar para a luz acender assim que a porta é destrancada após as 19:00 horas?

    1. Bom dia! Bem estou estudando algumas soluções e até trouxe de uma viagem o sistema Iris, muito similar com o Vera, no caso do Iris ele trabalha como Hub e com servidor na nuvem, no momento do cadastro ele pede a confirmação do endereço, como estou no Brasil o servidor não acha o Hub, em contato com a Lowe´s informaram que é isso mesmo, portanto, não se consegue programar nada.
      Me parece que o Vera é da mesma forma. Espero encontrar uma saida para o Iris.
      Veja se não é o seu caso.
      Abs.
      Nilton

  8. Necessito controlar dois ventiladores de teto, mas não sei qual aparelho zwave faz isso… Pode me indicar?

  9. Vinicius, bom dia!
    Aproveitando uma viagem ao EUA, trouxe na bagagem um kit completo da Iris (Lowe´s), o controlador chamado de HUB, opera com um servidor na nuvem. Para minha surpresa, ele confirma o endereço da localização do HUB no momento da configuração e não é possível colocar um endereço fora do EUA, com isso, o servidor não encontra o HUB. Fazendo uma consulta na Lowe´s eles confirmaram isso infelizmente.
    Você tem alguma saída para isso? O Vera também tem essa característica?
    Obrigado!
    Nilton

    1. Olá Nilton! Não, é possível cadastrar-se nos servidores do Vera normalmente aqui do Brasil. Cheguei a ver alguns componentes desse Iris, na verdade, acho que cheguei até a comprar alguns componentes para testar, mas me parece que a tecnologia Wireless que ela utiliza é ZigBee, não sendo compatível com o controlador da Vera. Mas deve ser possível utilizar o equipamento sem se cadastrar nos servidores dos EUA, não? No Vera o cadastro é um tanto quanto opcional. Só se você quiser armazenar alguma coisa na nuvem ou acessar o controlador via internet você precisa desse cadastro. Abraços.

  10. Depois de pesquisar descobri que tenho instalado no meu vera a versão Ui6, essa versão anda dando muitos problemas nos plugins e apps. Li tb q vai sai uma nova versão Ui7, inclusive já liberada para versão Beta para testes… quanto ao acesso remoto na nuvem, não tenho problemas… funciona perfeitamente. A pouco tempo perdi todas as configurações e não tinha uma cópia no sistema, foi um erro… O pessoal da Vera mandou um e-mail falando que poderia dar algum problema durante alguns dias e qq coisa era para falar com eles e foi o que fiz… agora estamos tentando introduzir o controle remoto GE45601 e o GE 45631, mas sem sucesso até agora… se alguém tiver alguma dica agradeço desde já!! Tirando o contratempo, o sistema z-wave Vera um ótimo negócio!!

  11. Vinicius seria possivel mandar o seu e-mail gostaria de conversa contigo sobre esse dois protocolos Z wave e Zigbee …

  12. Olá Vinicius.
    Primeiramente obrigado e parabéns pelo artigo, que foi muito esclarecedor para minha decisão de também utilizar o zwave para automação da minha casa.
    Pretendo utilizar um controlador VeraLite ou VeraEdge (vc teria alguma opinião a respeito?) e alguns switches embutidos para controle de iluminação e motor de persiana.
    Estou na duvida se utilizo a frequência brasileira ou a americana, que como foi dito possui maior variedade de produtos zwave. Pergunta a você: teria algum problema se eu fizer dessa forma? Li num topico acima que, apesar da frequencia brasileira ser outra, aparentemente a frequencia americana está livre. Gostaria da sua opinião.
    Muito obrigado e espero que nesta altura sua casa já esteja pronta ;). Eduardo

  13. Oi Henrique, Você esta desenvolvendo alguma coisa com z-wave? Eu fiquei interessado. O que seria?

  14. Vinicius, sugiro que dê uma pesquisada no sistema de automação da Fibaro, a empresa é Polonesa mas tem distribuidora autorizada no Brasil, se chama Munddo. Trabalho com automação em Brasília-DF, nossa empresa é certificado por várias indústrias, no entanto afirmo que no momento o sistema da Fibaro é o mais interessante, entrega recursos de automação, entretenimento e segurança, tudo isso com uma interface super elegante, intuitiva e de facílima programação.

  15. Se quer algo profissional que não incomoda, vai ter q sair do wireless e ir pro fio. Desta forma você terá algo realmebte confiavel. De uma pesquisada sobre a Crestron.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s